Para Refletir

 

Comunicados

Informação 1: Links para novas postagens e para repostagens (novos links), você pode conferir na coluna a Direita em Acervo Discos de Umbanda.

Informação 2: com exceção das postagens (apontadas) no "Acervo Discos de Umbanda", todas as outras possuem links ou do Rapidshare, ou do 4Shared ou Megaupload, portanto, ainda não sabemos quais estão funcionando. PS: todos esses links serão trocados.

Informação

Comunicado:

Uma vez que o protetor de link que estava sendo utilizado apresentou problemas, informamos que passaremos a disponibilizar os links sem o protetor.

Os links das postagens a partir de 01/02/13, já estão sem protetor.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Pontos de Umbanda Girassol : Filhos da Casa de Caridade Caboclo Girassol


01- Defumação
02- Prece (Oração do Amanhecer)
03- Abertura:
    a) Oxalá, Abertura da Gira, São Miguel
    b) Exú, Tranca Rua, Exumaré
    c) Ogum, Xangô
    d) Saudação aos Guias
    e) Firmeza do Terreiro
04- Chamada do Guia Chefe (Caboclo Girassol)
    a) Caminhou, caminhou
    b) Lembrai so Seu Girassol
05- Chamada do Guia Chefe (Caboclo Girassol)
    a) Que Caboclo Lindo
    b) Seu Girassol Foi Pra Caçada
    c) Na Aldeia
06- Ogum
    a) Vamos Saravá Ogum
    b) Beira-Mar
07- Xangô
    a) Chamada de Xangô
    b) No Alto da Pedreira
08- Exú
    a) Exumaré
    b) Boa Noite, Exumaré
09- Pomba Gira
    a) Cigana de Fé
    b) Rainha da Encruzinlahada
10- Chamada de Caboclo
11- Povo D'Água
    a) Iansã
    b) Moça Rica
12- Beijada
    a) Tem Doce no Jardim
    b) Dandá na Areia
13- Almas
    a) Pai Sabino
    b) Os Velhos da Bahia
14- Encerramento
    a) Subida do Caboclo Girassol
    b) Oxalá
    c) Fechamento da Gira
    d) Estrela do Céu

Intérpretes: Ogã Colofé Miguel Monassa e os Ogãs de atabaque Reinaldo Chaves e Joaquim Pontes com Filhos da Casa de Caridade Caboclo Girassol.
Faixa 2: Maria Helena Baeta Neves.
Lançamento: 1970, selo:Nilser.



Nota:
O que dizer, ora, o que dizer? Praticamente não existem palavras para descrever o que o vinil registrou para a posteridade... Clássico absoluto, sem precedentes ou sucessores... Quem já escutou este disco certamente se deu conta da força e do poder da Umbanda quando se fala em simplicidade, sensibilidade, fé e alegria... a bolacha realmente captou a essência do que era o rito do Caboclo Girassol – o impressionante registro das intensas emoções que acontecem numa gira.

Do começo ao fim, os pontos – uma sucessão de clássicos da música sacra brasileira - arrepiam, induzem ao respeito e às lágrimas, e à esperança de que a Umbanda seja assim em todos os templos do Brasil. Os mais velhos ao escutarem este disco se lembrarão: a volta à infância nas imagens e sons mais lindos de uma gira bela, profunda e repleta de espiritualidade no seu mais alto grau.

Os médiuns cantam com fé, amor e disposição, afinados e acompanhando com palmas; não há palavras para definir o timbre de voz do Ogã Reinaldo, uma voz distante, forte e que faz tremer o coração e a alma... os ogãs Reinaldo e Joaquim estão, com certeza entre os melhores do Brasil em todos os tempos, se utilizam da técnica, velocidade, conhecimento, dinâmica, acentuação e respeito pelo coral, deixando, com perfeição, que este apareça nos momentos adequados. Raramente se viu ou se vê algo assim: a interação entre alabês e corrente num nível perfeito, jamais alcançado em nenhum registro que tenhamos escutado ou presenciado. O Ogã Miguel é uma voz de respeito, elegante e comovente... e todos os pontos certamente evocam, invocam e movimentam forças positivas em todos os níveis.

Novamente, o que dizer deste disco? Influenciou tudo o que veio depois dele no que se entende como rito umbandista, seja em disco, seja em terreiro, ao vivo... Talvez, para entender a felicidade que nos dá ao escutá-lo, só repetindo a chamada inicial – arrepiante - do Ogã Reinaldo, que abre o disco: ÊÊÊÊ, BANDAAAA!!!!

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique no logo e visite

Link Quebrado - clique no logo e informe